top of page

Atividade industrial gaúcha começa o ano em alta

O Índice de Desempenho Industrial gaúcho (IDI-RS), divulgado pela FIERGS, voltou a crescer em janeiro de 2024, na comparação com dezembro de 2023: 2,9%. Apesar da alta significativa, a quinta nos últimos 12 meses, ela apenas recupera as duas quedas anteriores (que totalizaram 2,5%). “O resultado do IDI reforça a hipótese de que há uma mudança na tendência da atividade industrial, de negativa, que predominou de setembro de 2022 a julho de 2023, para um quadro de estabilidade, mas ainda instável. O período de maior deterioração parece ter ficado para trás, porém, a atividade industrial gaúcha ainda não dá sinais de retomada”, diz o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry. De fato, o IDI-RS de janeiro de 2024 está em um nível 4,6% acima ao anterior à pandemia, em fevereiro de 2020. Mas continua no mesmo patamar de seis meses atrás, revelando certa estagnação, e ainda é 9,7% abaixo do pico mais próximo, ocorrido em agosto de 2022.


O IDI-RS é medido com base no desempenho de seis indicadores. Na virada do ano, recuaram somente o emprego e a utilização da capacidade instalada-UCI – cujo grau médio em janeiro ficou em 79,4% –, 0,3% e 0,6 ponto percentual, respectivamente. As compras industriais, ao aumentarem 9,6%, foram as principais responsáveis pela intensidade da taxa positiva, que teve ainda a contribuição da massa salarial real, 3%, e do faturamento real, 2,4%. Já as horas trabalhadas na produção ficaram estáveis no período.


Na comparação anual, o IDI-RS iniciou 2024 caindo 3,3% em relação a janeiro de 2023. Foi o 13º recuo consecutivo, mas a taxa menos negativa dos últimos oito meses. Nos últimos 12 meses encerrados em janeiro, a atividade industrial gaúcha caiu 5,7% em relação aos 12 anteriores, entre fevereiro de 2022 e janeiro de 2023.


Comunicação da FIERGS




Comments


bottom of page