top of page

Exportações da indústria começam ano em queda no RS

Com menor demanda pelos bens industrializados do Rio Grande do Sul, que caíram tanto nos preços (2,6%) quanto nas quantidades (3,4%) em janeiro de 2024, as exportações da Indústria de Transformação gaúcha recuaram 5,8% na comparação com o mesmo mês de 2023. O faturamento foi de US$ 1,3 bilhão, US$ 83,3 milhões a menos do que no mesmo período do ano passado. “O ano de 2024 começou da mesma forma como terminou 2023. Com o mercado externo menos aquecido, o que traz prejuízos para a indústria do nosso Estado, marcadamente exportadora”, afirma o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry.

Segundo os resultados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, dos 23 segmentos exportadores da Indústria de Transformação do RS, 13 apresentaram faturamento maior. Embora as exportações do setor tenham se mostrado bastante diversas, com mais de 140 mercados consumidores pelo mundo, a maior parte do faturamento com as vendas externa’s não se alterou no primeiro mês do ano. Veio proveniente dos mesmos parceiros habituais do Rio Grande do Sul: o mercado chinês foi o que mais comprou, US$ 313,7 milhões, US$ 5,1 milhões a menos do que em janeiro de 2023. Em seguida, os Estados Unidos adquiriram US$ 238,4 milhões, incremento de US$ 114,2 milhões. A queda mais forte ficou com a Argentina, com retração de US$ 21,1 milhões, em um total de US$ 56,8 milhões adquiridos.


Comunicação da FIERGS



Comments


bottom of page