SINMAQSINOS junto a FIERGS solicita retorno do prazo de ICMS da indústria para o período de origem

Em reunião realizada na Secretaria da Fazenda do Estado do Rio Grande do Sul (Sefaz), nesta quarta-feira (25), o SinmaqSinos junto a representantes da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), por meio do Conselho Técnico de Assuntos Tributários, Legais e Cíveis (Contec), e demais Sindicatos Industriais do Estado entregaram ao subsecretário da pasta, Ricardo Pereira Neves, um documento solicitando o retorno do prazo de pagamento de ICMS da indústria do dia 12 para o dia 21 do mês subsequente ao fato gerador.


A antecipação ocorreu em janeiro de 2017, em razão da crise financeira enfrentada pelo RS. No entanto, os representantes industriais acreditam que as finanças do Estado encontram-se em melhores condições – resultado da contenção de gastos e maior arrecadação de tributos – e solicitam o retorno ao prazo original. O documento foi endossado por mais de 50 Sindicatos Industriais gaúchos.


O subsecretário informou que o caixa do RS melhorou, mas que ainda vive um momento de incertezas. Também adiantou que o pleito será levado para análise conjuntamente com o Tesouro do Estado para que um retorno seja dado aos industriais.


O documento foi entregue pelo vice-presidente do Centro das Indústrias do Estad do RS (CIERGS) e coordenador do Contec, da FIERGS, Thômaz Nunnekamp, que também preside o Sindicato das Empresas do Complexo Industrial da Saúde no Estado do RS (Sindicis). Ele esteve acompanhado do presidente do Sindicato das Indústrias da Alimentação e Bebidas do Estado do RS (Siab-RS) e vice-presidente do CIERGS, Marcos Odorico Oderich, e do presidente do Sindicato das Indústrias de Calçados de Estância Velha (Sicev), João Altair dos Santos. Também participaram os executivos do Sindicato Nacional da Indústria de Máquinas (Sindimaq), Cleia Denize Gocthel, do Sindicato das Indústria de Máquinas e Implementos Industriais e Agrícolas de Novo Hamburgo e Região (SinmaqSinos), Cristiane Stoffel Pinheiro, e do Sindicato das Indústrias de Produtos Suínos no Estado do Rio Grande do Sul (Sips), Rogério Kerber, e as analistas do Contec, Ruth Amaral Schneider e Sabrina Lopes Fensterseifer.


Fonte: FIERGS